Região

Atividades culturais são realizadas em escolas municipais de Formiga

Diversas atividades estão sendo realizadas em escolas municipais de Formiga, por representantes de locais ou coletivos culturais. Tratam-se de ações previstas como “atividades de contrapartida” do edital 02/2020, “ONDE ESTÁ A CULTURA FORMIGUENSE”, da Lei Aldir Blanc, publicado pelo Município em 2020.

Por meio deste edital, estes locais ou coletivos receberam um recurso emergencial por estarem com suas atividades suspensas e, em contraponto, se comprometeram a realizar uma atividade cultural com alunos de escolas públicas municipais, a partir da volta às aulas presenciais.

Desde maio deste ano, essas atividades têm acontecido, proporcionando conhecimento, alegria e diversão para as crianças. Já foram realizadas oficinas de artesanato em sabonetes com artesãs da FORMIARTES, na escola Arlindo de Melo; oficina de pintura com a artista plástica Maria José Boaventura na escola Lídia Braga; Oficina de Capoeira com o Mestre Tatu, do Espaço Justino Team, na Escola José Antônio do Couto, em Ponte Vila; apresentação e aula de dança com Guilherme Moreira, da Academia Corpo e Movimento, na escola Pio XII; Oficina de artesanato com a artesã Michelle, da Mimos e Bordados, dentre outras atividades.

Ainda estão previstas para acontecerem exibição de filmes no cinema Josué’s, show com André Gouvea, com as bandas Expresso Brasil e Banda Phásis, concertos musicais do Espaço Sâmea Alves, aula de dança com o Studio Baila Comigo, e muitas outras.

Indo do lúdico ao entretenimento, estas atividades são importantes para que as crianças conheçam e interajam com artistas formiguenses, recebam conteúdos culturais e aprendam mais sobre como a arte pode ser utilizada no dia a dia, em momentos de ouro divertimento e lazer.

Lei Aldir Blanc:

A Lei Federal nº 14.017/2020, conhecida como Lei Aldir Blanc (LAB), estabelece uma série de medidas emergências para o setor cultural e criativo, fortemente impactado pela pandemia do novo coronavirus (Covid-19, e tinha como objetivos principais garantir acesso à renda emergencial para os(as) profissionais dos setores cultural e criativo; ao subsídio para a manutenção dos espaços culturais que tiveram suas atividades interrompidas nesse período e às ações de fomento à cultura, por meio da realização de prêmios e editais para o setor cultural e criativo.

Formiga foi o primeiro município de Minas Gerais a receber e liberar a verba para artistas e espaços ou coletivos culturais, beneficiando mais de 70 artistas solo, e 22 espaços culturais.

Fonte: Prefeitura de Formiga

Receba as reportagens do Portal G37 em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/Kw8glgN7LBV6viJLVheNmd

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.