Região

Desenvolvimento do polo ceramista de Igaratinga foi tema de reunião realizada nesta quarta-feira (23) 

Objetivo é implantar o Arranjo Produtivo Local (APL), para alavancar o setor e contribuir para a economia regional

Na última quarta-feira (23/03), foi realizada em Igaratinga, município do Centro-Oeste mineiro, uma reunião de alinhamento entre o Sebrae Minas, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede), a prefeitura, o Sindicato da Indústria da Cerâmica (Sindicer-MG) e empresários locais. Durante o encontro, foram discutidas as principais demandas do polo ceramista e o planejamento para as próximas ações. 

Alguns dos tópicos abordados incluíram a questão energética municipal, a representatividade e a regularização do setor da cerâmica. Contudo, o principal tema trabalhado foi a implementação do Arranjo Produtivo Local (APL), que, segundo o Ministério da Economia, são aglomerações de empresas e empreendimentos, localizados em um mesmo território, que apresentam especialização produtiva, algum tipo de governança e mantêm vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si e com outros atores locais, tais como: governo, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa.  

O diretor de Projetos de Desenvolvimento Econômico da Secretaria de Desenvolvimento de Minas Gerais, Fernando Abreu, deu mais detalhes sobre os benefícios da implementação do APL no município. “Nós temos várias políticas de apoio e incentivo ao APL, mas o mais importante é realmente poder escutar e trazer soluções de acordo com as características do local. Várias são as políticas, desde as de fomento até as de capacitação, todas elas acontecendo em vários níveis – federal, estadual e municipal”.

Cooperação 

Não é a primeira vez que o Arranjo Produtivo Local é discutido no município. Ralph Luís Perrupato, presidente do Sindicato de Indústria de Cerâmica para Construção e Olaria do Estado de Minas Gerais (Sindcer), relembra o último projeto e espera muitas mudanças. 

“Acredito que esta é uma grande oportunidade de resgatar o APL, que já foi debatido aqui pelo Sebrae Minas. Na época, tivemos uma boa evolução, mas com o tempo isso foi se perdendo. Então, será bom resgatar esse trabalho e tentar conscientizar os empresários da região sobre a importância de unir esforços para que a gente possa alavancar o desenvolvimento da indústria da cerâmica”.

O gerente da Regional Centro-Oeste e Sudoeste do Sebrae Minas, Leonardo Mól, participou da reunião e está definindo os próximos passos para colocar o APL em prática. “A partir do que foi discutido, vamos construir um plano de trabalho para desenvolvimento do polo e um projeto de formação do APL. Desafios impostos pelo mercado, qualidade, tecnologia e meio ambiente estão entre as pautas mais importantes a serem trabalhadas e que apresentam grande impacto no futuro do polo ceramista”.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.