Região

Servidores municipais de Bom Despacho rejeitam propostas de Planos de Cargos, Carreiras apresentadas pela Prefeitura

A discussão sobre as propostas começou logo após o prefeito de Bom Despacho, Bertolino da Costa Neto (Avante) apresentar os projetos, no dia 15 de março.

O Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Divinópolis e da Região Centro Oeste (Sintram) realizou nessa quinta-feira, 26, uma Assembleia Geral, com os servidores públicos municipais de Bom Despacho, para apresentar a análise feita pelo Sintram, acerca dos projetos dos Planos de Cargos, Carreiras e Vencimentos (PCCV) apresentados pela Prefeitura.

Em uma análise preliminar, feita logo após a apresentação dos PCCV’s, a diretoria do Sindicato encontrou diversos pontos divergentes. A Assembleia foi comandada pelo vice-presidente do Sintram, Wellington Silva, e o diretor financeiro do Sindicato, Vantuil Alves, que apresentaram o estudo aprofundado feito pelo Sindicato aos servidores. Na sessão, a diretoria do Sintram mostrou todos os tópicos que devem ser alterados nas propostas, pois trazem prejuízos à categoria. Ao todo foram apresentados 24 pontos divergentes, sendo 12 no PCCV dos profissionais da saúde, e 12 no Plano de Carreira Administrativa e de Apoio Operacional.

“Logo após receber as propostas dos Planos de Carreiras a diretoria do Sintram identificou alguns pontos divergentes que ferem o princípio da isonomia. Os estudos dos projetos continuaram, e mais tópicos que trazem prejuízo ao direito do servidor público municipal foram encontrados. A análise do Sintram foi mostrada à categoria. Os servidores concordaram com todos os pontos, e reprovaram mais uma vez as propostas apresentadas pela Prefeitura. A categoria pontuou que não quer que nenhuma alteração seja feita nestes projetos, mas que o Município apresente novas propostas, que estejam dentro da realidade de Bom Despacho, e que contemplem a classe, e não retire os direitos dos servidores”, detalha Wellington.

De acordo com o vice-presidente do Sindicato, apesar de ter sido convidada a participar da Assembleia, a Comissão Revisora dos PCCV’s nomeada pelo prefeito não compareceu. Segundo Wellington, o Sintram irá oficiar a Prefeitura, a Câmara e a Comissão sobre a decisão dos servidores.

“Como todos sabem, a Assembleia é soberana, e os servidores que definem os rumos da negociação. O Sintram agora vai oficiar a Prefeitura, a Câmara e a Comissão sobre a decisão da categoria. Os servidores rejeitaram as propostas, e esperam que o Município trate o assunto com respeito, visto que um Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos deve ser construído de forma séria, responsável e transparente, e o principal, com diálogo aberto”, conclui.

Fonte: Sintram.

Receba as reportagens do Portal G37 em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/ByrDZgDqXfmCYNaLCj1m4y

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.