Saúde

Manejo de capivaras para pesquisa acontece no Parque da Ilha em Divinópolis

A Prefeitura de Divinópolis informa que foi realizada, no Parque da Ilha, a continuação do projeto de pesquisa de doutorado em Ciências da Saúde na área de Doenças Infecciosas e Parasitárias, da UFSJ, que está sendo desenvolvido com as capivaras.

Durante a ação, realizada na noite de segunda-feira (27/6), foi capturada uma fêmea, que foi esterilizada, microchipada, brincada e que recebeu um rastreador GPS. Os profissionais também coletaram amostras biológicas de sangue e carrapatos.

Após a análise, a capivara foi castrada e solta. Os medicamentos usados no procedimento são todos de longa ação, justamente para ajudar no pós-operatório do animal, preservando assim, a sua saúde.

De acordo com o doutorando e realizador da pesquisa, Clóvis Gomes de Carvalho Júnior, que é médico veterinário no Crevisa, esse tipo de ação é extremamente delicado. “É importante lembrar que as capivaras são animais silvestres, de vida livre e por isso, seu manejo é complicado. Por isso, foi necessário fechar o parque para que o trabalho acontecesse sem a presença de curiosos. Novas ações como esta serão realizadas para que a pesquisa aconteça com mais animais”, explicou.

O projeto visa estabelecer um controle dos elementos parasitários transmissores da febre maculosa, através do monitoramento dos vetores. As amostras coletadas são armazenadas e, posteriormente, enviadas para a Funedi. A pesquisa contempla mais dois anos de coletas de carrapatos para análise da taxa de infecção antes e depois da esterilização.

Fonte: Prefeitura de Divinópolis

Receba as reportagens do Portal G37 em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/Ipn5sNVqaDc7WwATXAwFsF

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.