Saúde

Complexo de Saúde São João de Deus adere ao projeto do Instituto Helena Antipoff

Hospital abre as portas para inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

O presidente do Instituto Helena Antipoff (IHA) em Divinópolis, Juliano Vilela, e a diretora-presidente do Complexo de Saúde São João de Deus (CSSJD), Elis Regina Guimarães, assinaram, na manhã desta sexta-feira, 24, um termo de parceria entre as instituições. O documento oficializa a adesão do CSSJD ao projeto QualiFICA, do IHA, que prevê a qualificação profissionais de assistidos adultos com deficiência intelectual ou com Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Com isso, a Fundação Geraldo Corrêa abre as portas para a cooperar com a iniciativa e assegurar aos assistidos a inserção no mercado de trabalho, fortalecendo a inclusão das pessoas com deficiência.

A parceria prevê que o complexo hospitalar informe ao IHA quando houver a abertura de vagas para o público-alvo e trabalhar pela inserção, apoio e adaptação durante o processo da empregabilidade inclusiva. O termo também prevê visitas técnicas para fins educativos e ampla visibilidade aos projetos para incentivar a inclusão.

O presidente do IHA, Juliano Vilela, agradeceu a diretora-presidente do CSSJD pelo diálogo em prol das pessoas com deficiência.

“É gratificante receber o apoio de uma instituição histórica e da importância do Complexo de Saúde São João de Deus. Agradecemos essa parceria, que abrirá portas para as pessoas com deficiência que lutam por uma oportunidade”, celebrou.

Para aderir ao projeto, basta a empresa/entidade manifestar o interesse através do telefone (37) 3221-2001 ou do e-mail [email protected]

Projeto

O projeto ‘QualiFICA: para além das cotas PdC’ tem como objetivo inserir os assistidos, entre 18 a 40 anos, com deficiência intelectual, múltipla ou com Transtorno do Espectro Autista (TEA) no mercado de trabalho através de metodologia específica para não apenas o acesso, mas a permanência no emprego. Assim, o instituto espera conscientizar as empresas sobre as potencialidades dos assistidos e qualificar os assistidos, fortalecendo sua independência e autonomia.

Ao longo do projeto, o instituto oferecerá diversos grupos de aprendizado para os assistidos, como rotinas de auxiliar administrativo, oficinas de empregabilidade, workshop de agentes multiplicadores, desenvolvimento e marketing pessoal, oficina de prática profissional, empreendedorismo, educação financeira e empoderamento digital.

O projeto também contará com a distribuição de materiais de conscientização e visita a empresas para orientações e esclarecimento sobre o tema.

Fonte: Instituto Helena Antipoff

Receba as reportagens do Portal G37 em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/Kw8glgN7LBV6viJLVheNmd

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.