Turismo

Viagens de bate e volta nas férias de julho saindo do Rio de Janeiro

Conexão123 reuniu três sugestões de destinos para visitar em um dia partindo da capital fluminense.

Sair da rotina, conhecer um novo lugar e descansar é a pedida ideal para curtir as férias de julho. Pode parecer simples, mas programar um breve passeio de bate e volta tem o poder de proporcionar bem-estar e renovar as energias para a semana. A partir do Rio de Janeiro, existem ótimos destinos para viagens curtas.

Essa modalidade turística dura um dia todo. Os viajantes planejam o roteiro para partir bem cedo e voltar ao cair da noite. Esse tempo fora de casa, além de trazer bem-estar, permite conhecer os atrativos de um novo lugar.

Essas viagens mais enxutas são feitas de automóvel, e o percurso ideal tem, em média, uma hora e meia de duração, justamente para que o viajante chegue ao destino o mais rápido possível para apreciar com tranquilidade as atrações locais. Uma alternativa bastante comum nesse tipo de passeio é contar com aluguel de carro. A opção é prática e proporciona maior conforto aos turistas.

O Conexão123, plataforma de experiências de viagens da 123milhas, maior e-commerce de turismo do Brasil, reuniu três sugestões de lugares para visitar em um dia partindo da Cidade Maravilhosa: Niterói, Petrópolis e Teresópolis.

Niterói

Agraciada por construções do célebre arquiteto Oscar Niemeyer, Niterói é uma cidade à beira-mar localizada a aproximadamente 20 km do Rio de Janeiro. Por isso, é uma excelente opção de passeio próximo à capital fluminense, com ótimos pontos turísticos para contemplar, a exemplo do Museu de Arte Contemporânea (MAC).

Lá o visitante pode andar pelo Caminho Niemeyer, trecho da orla onde estão sete edificações do arquiteto: o Memorial Roberto Silveira, o Museu da Ciência e da Criatividade, o Teatro Popular Oscar Niemeyer, a Praça Juscelino Kubitschek (JK), o Centro Petrobras de Cinema, o MAC e a Estação Hidroviária de Charitas.

Um dos pontos altos do passeio é visitar o MAC, considerado um símbolo da cidade. Inaugurado em 1996, o espaço garante uma vista panorâmica de 360 graus da Baía da Guanabara. O museu abre de terça a domingo, das 10h às 18h. O ingresso custa R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia-entrada). A bilheteria fecha 15 minutos antes do horário de funcionamento. O endereço é Mirante da Boa Viagem, s/nº – Boa Viagem.

Além dos atrativos culturais, as praias de Niterói também se destacam: Praia de Itacoatiara, Praia de Camboinhas, Praia de Piratininga, Praia de Itaipu e Praia do Sossego. Outra atração é o Parque da Cidade. A área de preservação ambiental foi inaugurada em 1976 e traz uma vista panorâmica das lagunas, das praias oceânicas, dos bairros de Niterói, da Baía de Guanabara e do mar aberto. Inclusive, o ambiente conta com duas rampas para prática do voo livre, point perfeito para os apaixonados por aventura e adrenalina.

O parque funciona de terça a domingo, das 7h às 18h, com entrada gratuita. Fica na Estrada da Viração, s/n° – São Francisco.

Para chegar a Niterói, saindo do Rio de Janeiro, é necessário pegar a BR-101, sentido Niterói/Nova Friburgo/Cabo Frio, e atravessar a Ponte Rio-Niterói. Depois, basta seguir as indicações para Centro/Icaraí/São Francisco.

Petrópolis

Petrópolis fica a cerca de 70 km da cidade do Rio de Janeiro. Na região serrana do estado, o município é conhecido como “cidade imperial”, e é bastante arborizado, o que oferece ainda mais bem-estar aos visitantes.

Na região, os viajantes encontram a atmosfera da época do Brasil Império pelas ruas, avenidas e construções antigas. Um dos motivos para a fundação da cidade foi o calor do Rio de Janeiro (RJ), então capital do Império, que àquela época já sofria as consequências da urbanização acelerada e mal planejada. O clima ameno da serra chamou a atenção de Dom Pedro II e dos demais membros da realeza, que passaram a utilizar o local no decorrer dos meses de verão.

Entre as diversas atrações turísticas, algumas se destacam, como:

• Museu Imperial: cerca de 300 mil itens museológicos e bibliográficos, além de arquivos referentes ao Brasil Império, compõem o acervo do espaço. A entrada custa R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada). O horário de funcionamento é de terça a domingo, das 10h às 18h (bilheteria até as 17h). Os jardins funcionam de terça a domingo, das 7h às 18h (os portões fecham às 17h15). Endereço: Rua da Imperatriz, 220 – Centro.

• Catedral São Pedro de Alcântara: a arquitetura em estilo neogótico francês acolhe os restos mortais da família imperial, de Dom Pedro II, da Dona Teresa Cristina, da princesa Isabel e do Conde D’Eu. O espaço funciona de terça a sábado, das 9h às 17h, com entrada franca.

• Museu Casa de Santos Dumont: residência de verão de Alberto Santos Dumont, o pai da aviação, o lugar possui um rico acervo com objetos, livros, cartas, mobiliários, entre outros itens. O ambiente cultural abre de terça a domingo, das 9h às 17h30 (a bilheteria fecha às 17h). O custo para visitar é de R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada). Endereço: Rua do Encanto, 22, Centro Histórico.

Para chegar ao destino, saindo da Cidade Maravilhosa, siga pela BR-040, em pista duplicada até o começo da serra. A partir daí, a rodovia se bifurca e tem aproximadamente 20 km até Petrópolis.

Teresópolis

Teresópolis está a aproximadamente 98 km do Rio de Janeiro. O clima bucólico toma conta do município, que é vizinho de Petrópolis. A cidade mais alta do estado fluminense dispõe de um dos climas mais frios da região, com temperatura média anual de 17,7 ºC, justamente pela altitude de 871 metros.

Durante o século XIX, a família imperial fez diversas visitas ao local e encantou-se com a beleza natural. Nesse período, o português George March adquiriu algumas terras, onde, atualmente, fica o Bairro do Alto. Foi assim que se originou Teresópolis.

O nome da região é uma homenagem à imperatriz brasileira Teresa Cristina, esposa do segundo imperador do Brasil, Dom Pedro II. A junção de Teresa com o termo “pólis”, que significa cidade em grego, forma Teresópolis, ou, ainda, “cidade de Teresa”.

Para os aventureiros de plantão, o Parque Nacional da Serra dos Órgãos é a principal atração do município. Criado em 1939, é o terceiro parque mais antigo do país e abriga o Pico Dedo de Deus, que tem 1.692 metros de altitude. O lugar é ideal para a prática de esportes de montanha, como escalada, caminhada e rapel. Além disso, acolhe lindas cachoeiras e integra mais de 200 km de trilhas, com diversos níveis de dificuldade. Ao todo, são 20.024 hectares divididos entre os municípios de Teresópolis, Petrópolis, Magé e Guapimirim.

Por lá, existem mais de 2.800 tipos de plantas, 46 espécies de aves, 105 de mamíferos, 100 de anfíbios e 80 de répteis, incluindo 130 animais ameaçados de extinção e espécies endêmicas (que só se desenvolvem neste local). O ambiente natural funciona diariamente, das 8h às 17h. Anote o endereço: Avenida Rotariana, s/n – Soberbo.

Fonte: 123milhas

Receba as reportagens do Portal G37 em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/Ipn5sNVqaDc7WwATXAwFsF

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.