Polícia

Operação da Polícia Civil desmonta esquema de roubo de betoneiras no Centro-Oeste de Minas Gerais

Como desdobramento de uma investigação de furto de betoneiras em Carmo do Cajuru, Centro-Oeste mineiro, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou uma operação para cumprimento de mandados de busca na cidade e no município de Guapé, distante 185 quilômetros, no Sul do estado. No curso da ação, foram apreendidas nove máquinas, um compressor, cadernos com anotações e contratos de locação, cerca de R$ 18 mil em cheques, celulares, pen drive, além de artefatos explosivos de uso restrito e munições.

O trabalho investigativo, conduzido pela Delegacia em Carmo do Cajuru, começou em setembro de 2021, quando foram subtraídas, em menos de um mês, seis betoneiras na cidade. Durante as apurações, os policiais civis verificaram imagens de sistema de monitoramento e flagraram o investigado, de 30 anos, e a companheira dele transportando os objetos. Foi levantado, ainda, que o suspeito abriu, em nome da mãe, uma empresa de locação de materiais de construção e alugava produtos dos crimes.

Reunidos elementos, a PCMG representou à Justiça por mandados de busca, sendo os materiais apreendidos em Guapé, na última quinta-feira (31/3). Segundo o delegado responsável pelo caso, Weslley Castro, a ação policial permitiu traçar novos vínculos. “Diligências ainda em campo na cidade de Guapé conseguiram demonstrar que o investigado, utilizando o nome da mãe, ainda comprou no local dois imóveis, um em frente ao Lago de Furnas, onde três das betoneiras foram apreendidas em uma casa em construção. Dessas, uma já foi reconhecida por uma vítima como sendo de sua propriedade”, informa.

As demais betoneiras apreendidas teriam sido locadas para outra empresa especializada em locações, que as sublocou para construtores. As máquinas serão encaminhadas para Carmo do Cajuru para reconhecimento das vítimas. As investigações prosseguem com o objetivo de verificar e delimitar a participação de cada indivíduo na conduta delituosa, inclusive, pela prática dos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, posse ilegal de artefato explosivo, posse ilegal de munição de calibre permitido, entre outros.

A operação foi deflagrada pela equipe da PCMG em Carmo do Cajuru e contou com o apoio do 6º Departamento de Polícia Civil em Lavras.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.