Polícia

PF desmonta esquema de fabricação de notas falsas

Operação Predador cumpre dois mandados de busca e apreensão.

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (10/06) a Operação “Predador”, com o objetivo de desarticular associação criminosa dedicada à prática reiterada de crimes de moeda falsa. Os policiais federais cumprem dois mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo Federal da Subseção Judiciária de Anápolis/GO.

A PF iniciou a investigação a partir da apreensão de mais de R$ 200 mil em notas falsas em setembro de 2021.  Os policiais identificaram que o grupo criminoso fabricava as notas falsas em Águas Lindas/GO e era responsável por introduzir em circulação centenas de milhares de reais falsificados, inclusive cédulas de R$ 200. Com alta qualidade de contrafação, as notas eram enviadas por encomenda postal para pelo menos 14 unidades da Federação distintas.

Os investigadores identificaram, em parceria com a Coordenação de Segurança Corporativa dos Correios em Brasília e com a Receita Federal do Brasil, o responsável pela fabricação e derrame das notas falsas no país, que é suspeito de comercializar mais de R$ 20 milhões em notas falsas apenas nos anos de 2020 e 2021.

O homem investigado pela fabricação e derrame das cédulas falsas foi indiciado pela prática dos crimes de moeda falsa em concurso material com associação criminosa e lavagem de dinheiro, cujas penas somadas podem chegar a mais de 25 anos de reclusão.

Fonte: Polícia Federal

Receba as reportagens do Portal G37 em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/Kw8glgN7LBV6viJLVheNmd

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.