Minas Gerais

A pedido do MPMG, Justiça determina prisão preventiva de professor suspeito de abusar de alunas em São Francisco

A partir de representação feita pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), a Justiça determinou a prisão preventiva de um professor que teria abusado de alunas em uma escola estadual, em São Francisco, no Norte do estado. Conforme o MPMG, um dos abusos teria sido cometido, no dia 4 de junho, contra uma menina de 12 anos, fato que teria sido presenciado por outras duas menores. 

O MPMG apurou que, após a notícia do acontecido ter se espalhado na comunidade local, surgiram outras denúncias de assédio pelo mesmo professor e em relação a outras alunas, todas menores de 14 anos. “Há histórico de abusos sexuais por parte do requerido, a evidenciar que várias mulheres possivelmente foram vítimas de importunação sexual ou estupro de vulnerável por parte do representado, por mais de uma década, durante sua carreira como professor”, apontou o MPMG. 

A representação foi instruída com o Procedimento Investigatório Criminal instaurado pelo MPMG, por meio do qual já foram ouvidas menores, genitores e testemunhas. 

Conforme a decisão da Justiça, a prisão preventiva deve ser decretada para a garantia da ordem pública, com o fim de impedir que o representado, mantido em meio livre, possa voltar a delinquir. 

Fonte: Ministério Público de Minas Gerais

Receba as reportagens do Portal G37 em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/Kw8glgN7LBV6viJLVheNmd

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.