Polícia

PCMG prende suspeito de dar golpe de R$ 1,5 mi em empresa de Governador Valadares

O suspeito deve responder pelos crimes de estelionato, lavagem de dinheiro e falsificação de documento público.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) efetuou, na noite de quarta-feira (30/3), em Anápolis, no estado de Goiás, a prisão de um homem, de 34 anos, suspeito de causar prejuízo de mais de um R$ 1,5 milhão a grupo empresarial, em Governador Valadares, município do Leste mineiro. Também foram apreendidos um veículo de luxo e o passaporte do suspeito.

De acordo com as investigações, que tiveram início em novembro de 2021, o suspeito era funcionário de uma grande rede empresarial em Governador Valadares e teria cometido várias fraudes em vendas de veículos, subtraindo os valores pagos pelas transações. Os fatos foram descobertos pelo proprietário da empresa, que verificou nos balanços financeiros que vários compradores estariam devendo altas quantias. A partir de então, o investigado fugiu da cidade.

Segundo a delegada Juliana Fiúza, que conduz as investigações do caso, foi apurado que o suspeito se apresentava como sócio da empresa e, assim, conquistava a confiança de compradores, pessoas físicas e jurídicas. “O volume de carros vendidos era muito grande. Ele pedia um valor como entrada, um sinal, e alguns valores eram depositados diretamente na conta dele ou entregues em espécie”, diz a delegada ao salientar que o suspeito tentava acobertar a fraude adulterando o balanço da empresa e realizando faturamentos incorretos.

A PCMG também cumpriu, nesta quinta-feira (31/3), mandados de busca e apreensão em dois endereços, em Governador Valadares, sendo apreendidos materiais que poderão auxiliar na apuração do caso.

Fonte: Polícia Civil de Minas Gerais.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.