Minas Gerais

Bombeiros recebem homenagem por atuação na cidade de Petrópolis

Militares de Minas Gerais trabalharam na operação de busca e salvamento das vítimas da tempestade na região Serrana do Rio de Janeiro

Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) foi homenageado na terça-feira (15/3), na cidade do Rio de Janeiro (RJ),  com a Medalha Mérito Avante Bombeiro, pelo apoio prestado por sua tropa especializada nas áreas de busca e salvamento ao Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (CBMERJ) e à população da cidade de Petrópolis que,  atingida por um grande volume de chuva, registrou uma série de eventos catastróficos levando à morte de 232 pessoas.

A solenidade foi realizada no Palácio Guanabara, sede do governo estadual, e contou com a presença do governador do Rio de Janeiro, Cláudio Bonfim de Castro e Silva, e do secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do CBMERJ, coronel Leandro Sampaio Monteiro.

Também estiveram presentes na solenidade o tenente-coronel Winderson Alain Moura, comandante do 4º Batalhão de Bombeiros Militar (4ºBBM), representando o comandante-geral do CBMMG coronel Edgard Estevo da Silva; militares do Batalhão de Emergências Ambientais e Resposta a Desastres (Bemad) e do Pelotão de Emergências Ambientais de Resposta a Desastres (Pemad) do 4ºBBM, que atuaram na cidade de Petrópolis.

Em 18/2, a primeira equipe, composta por 14 militares especialistas em salvamento e soterramentos, enchentes e inundações, busca e resgate em estruturas colapsadas e com cães, deslocou para o município, levando as qualificações e conhecimentos adquiridos pela corporação, que é referência em capacitação neste tipo de desastre. A primeira equipe permaneceu por sete dias.

No dia 24, ocorreu a troca da equipe. Mais 14 militares se deslocaram para Petrópolis, para render a primeira que já atuava especificamente no Morro da Oficina. A segunda equipe permaneceu atuando até 3/3.

As equipes contaram com equipamentos de ponta utilizados neste tipo de ocorrências como um detector de vida, um detector de vida sísmico, um bote, um barco, dois geradores, luzes de cena, materiais de escoramento/rompimento, salvamento em enchentes/veicular/terrestre/altura, entre outros.

Integração

A operação contou com esforços de diversos Corpos de Bombeiros Militares do país, representando um esforço conjunto eficaz. Além das corporações militares, a operação teve ainda o apoio de voluntários, brigadistas, órgãos municipais, estaduais e federais diversos, bem como o apoio da iniciativa privada.

A atuação conjunta representou uma oportunidade única no sentido de consolidar valores de cooperação e prontidão que são próprios dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil, de intercâmbio de boas práticas e fortalecimento de um esforço público efetivo para a redução dos impactos dos desastres no país.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.