Minas Gerais

5ª Semana Mineira do Artesão evidencia potencialidades no estado e apresenta balanço positivo

Entre as atividades do evento, estão o cadastramento da Carteira Nacional do Artesão, em Santa Bárbara, e a entrega desse documento, em Arinos.

A 5ª Semana Mineira do Artesão, realizada entre os dias 21 e 25/3 deste ano, pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede-MG), junto com Sebrae Minas, foi marcada pela diversidade de atividades. As ações evidenciaram as potencialidades do segmento em Minas Gerais, ao mesmo tempo que apontaram para o avanço nas políticas do Governo do Estado, uma vez que as iniciativas, como capacitações, cadastramento e entrega da Carteira Nacional do Artesão, foram descentralizadas de Belo Horizonte e região, chegando a municípios, como Arinos, no Noroeste de Minas, e também em Brumal, distrito de Santa Bárbara, no Colar Metropolitano.

“A programação da 5ª edição da Semana do Artesão incentivou e promoveu ações que fortalecem esse importante ofício na vida dos mineiros. Além disso, o evento cumpriu o propósito de valorizar ainda mais o nosso produto, qualificando os artistas mineiros e criando mais oportunidades de vendas”, destacou o subsecretário de Desenvolvimento Regional da Sede, Douglas Cabido.

“A 5ª semana mineira do artesão teve o objetivo de homenagear e capacitar os artesãos de Minas Gerais, em virtude do Dia do Artesão. A programação foi marcada por capacitações, encontros online e presenciais em várias cidades do estado e deu a oportunidade para que muitos artesãos pudessem se profissionalizar e aprimorar seus conhecimentos”, resumiu a analista do Sebrae Minas, Amanda Guedes.

Superação da meta

Entre as iniciativas que merecem destaque, vale citar o mutirão para o cadastramento da Carteira Nacional do Artesão, em Brumal, Santa Bárbara, e o evento de entrega desse documento, em Arinos. Com expectativa de emitir 40 carteiras, a mobilização da Sede-MG e Sebrae resultou na expedição de aproximadamente 70 documentos, superando a meta inicial em 75%.

Para o diretor de Artesanato da Sede-MG, Thiago Tomaz, a Carteira Nacional do Artesão é uma importante ferramenta de identificação do artesão brasileiro, sendo regida pela portaria 1007, de junho de 2018. “A Carteira Nacional do Artesão é de reconhecimento em âmbito nacional, sendo a gestão e a inspeção desse documento em Minas Gerais realizadas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Para as ações de políticas públicas, seja dentro de Minas Gerais ou em qualquer unidade da federação do Brasil, há a necessidade de ter a carteira para que o artesão possa participar de feiras, editais de chamamento público, cursos de participação e qualificação e até de ações de fomento”, elucidou o diretor.

Para a presidente da Associação das Tecelãs de Brumal, Dilce Mendes, ao certificar-se como artesão, a pessoa declara para o mundo que detém habilidades e competências peculiares que lhe permitem transformar insumos em produtos, por meio de técnicas artesanais individuais, ou mistas, com identidade local e que expressa crenças, valores e visão de mundo.

“Reunir 50 artesãos da comunidade e entorno, na Casa das Tecelãs de Brumal, foi um evento histórico e significativo para a instituição. Isso também demonstra que a vocação do distrito para as artes manuais é real, fomentado o turismo na região, uma vez que o turista terá muitas opções de produtos artesanais de qualidade para levar para si ou presentear amigos e familiares”, emendou Dilce.

Encontro Grande Sertão Veredas

A programação também contemplou o Encontro Regional de Artesanato Grande Sertão Veredas, no auditório do IFNM, na quinta-feira (23/3), em Arinos. Na região imortalizada na obra do escritor Guimarães Rosa, há uma rede de produção de tingimento, fiação e tecelagem, a Central Veredas, que reúne vários artesãos de Riachinho, Uruana de Minas, Sagarana (distrito de Arinos), Natalândia e Bonfinópolis de Minas.

“A experiência que eu tive na 5ª edição da Semana do Artesão, participando da oficina de pintura de agulha com as professoras Maria De Lourdes e Alice, foi bem gratificante porque agora pretendo levar essa nova técnica para as minhas roupinhas de boneca. Quero agradecer a todos da Diretoria de Artesanato pela oportunidade e torcer para que venham outras oficinas e cursos para poder agregar e nos capacitar”, afirmou a artesã de Juatuba, Jaqueline Vieira.

Fonte: Agência Minas.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.